Cegueira Congênita - Portal Vida e Saúde

Cegueira Congênita

By on 2 de fevereiro de 2017

Olá, tudo bem? Você sabia que os graus e as causas da cegueira variam? E é claro que se a cegueira varia, os seus tratamentos e gravidades também variam. Hoje nós vamos conversar sobre a cegueira congênita.

 cegueira congênita

O que é a cegueira congênita?

Existem dois tipos de cegueira, sendo que a congênita é aquela na qual o indivíduo portador da deficiência já nasce com ela, que ocorre pela má formação ocular ou cerebral.

O outro tipo de cegueira é a adquirida, que, como o próprio nome já diz, é adquirida em algum momento da vida.  Os dois tipos podem ser parciais ou totais, dependendo de como e de qual parte foi afetada.

Para quem já nasceu com a deficiência, a aceitação passa a ser mais tranquila pelo fato de nunca ter conseguido enxergar. Já para quem perde a visão ao longo do tempo, a aceitação pode ser um processo mais complicado, pois é muito difícil ter um dia enxergado e agora ter que lidar com o fato de não conseguir ver nada.

Todos sabem que a vida de um portador de deficiências físicas não é fácil. Para os cegos, também existem inúmeras dificuldades a serem superadas no dia-a-dia, como a dificuldade de andar sozinho, sem o auxílio de alguém, ou de cão guia ou de bengala, assim como ler e escrever.

Hoje em dia, porém, com o avanço da tecnologia, ficou um pouco mais fácil para os deficientes visuais escreverem e se locomoverem com a ajuda de computadores e smartphones adaptados, por exemplo.

É possível curar a cegueira congênita?

As pesquisas envolvendo células tronco provam que esse tipo de célula é uma grande esperança para a medicina, por ser capaz de regenerar qualquer tecido do corpo. E não foi diferente em relação à cegueira congênita.

Cientistas australianos, ao criarem uma lente de contato com células tronco, conseguiram devolver a visão a três pacientes testes. Por meio de uma cirurgia simples e sem perigo de rejeição por utilizar os tecidos do próprio paciente, coloca-se as células tronco na lente, esperando-as agir por aproximadamente 10 dias.

Ao colocar as lentes, as células-tronco começam a se fundir com a córnea do paciente, substituindo, por conseguinte, as células danificadas.

A recuperação total da visão leva cerca de três meses, pois é um processo gradual. Porém, esse é um dos muitos tratamentos para deficiências que ainda estão em teste.

Outra alternativa que também está em desenvolvimento nos laboratórios mundiais é o olho biônico, uma espécie de microchip implantado na parte de trás dos olhos dos pacientes portadores de deficiência visual.

 

cegueira congênitaUm dos tratamentos mais comuns, porém, que abrangem uma quantidade menor de pessoas, é o transplante de córnea, que só pode ser realizado por pessoas que perderam a visão por lesões na córnea ou que já nasceram com esse problema.

Com o avanço da medicina aliado a tecnologia, espera-se que em breve todos os deficientes visuais possam voltar ou começar a ver!

Se você está grávida e está preocupada com a possibilidade de uma cegueira congênita no seu filho, procure um oftalmologista! Ele vai tirar todas as suas dúvidas e te auxiliar!

About admin

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *