Principais exames oftalmológicos

Principais exames oftalmológicos

By on 3 de abril de 2016

Olá amigos e amigas,

Há algum tempo que estou descrevendo para você as causas, sintomas e tratamentos de algumas doenças dos olhos.

Mostrei também algumas curiosidades sobre os cuidados que você deve ter com os seus olhos, mas…

exames oftalmológicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como sou muito curioso, resolvi pesquisar sobre algo que, muitas vezes, é desconhecido
pelas pessoas que tem doenças dos olhos.

Você sabe do que estou falando?

Dos exames oftalmológicos!

Estes exames são muito importantes e por isso resolvi preparar uma lista com os principais para você.

Principais exames oftalmológicos

Importante: Prepara-se para aprender, neste artigo, novas palavras para o seu vocabulário 🙂

Análise da camada de fibras nervosas da retina

Este exame é o primeiro que vamos conhecer, sendo um exame que busca avaliar tanto de forma quantitativa, quanto de forma qualitativa, quais os danos que possam ter sido causados nas fibras nervosas dos olhos.

E por conta disso, este exame é indicado para o diagnóstico e controle do glaucoma, da alta miopia e da hipertensão, entre outras doenças.

Auto-refração ou refração computadorizada

Este é um exame refracional muito objetivo que visa avaliar a necessidade do uso de lentes corretoras por parte do paciente.

Angiofluoresceinografia

Este exame de nome feio :p é realizado injetando um corante inerte a base de fluoresceína sódica dentro de uma veia que foi previamente puncionada e localizada no antebraço ou na mão do paciente.

Durante o percurso do corante que vai do sistema venoso para a circulação arterial e atinge o globo ocular são tiradas fotos da circulação da retina.

Com as fotografias, o médico dos olhos consegue determinar o tipo de anomalia e a sua localização precisa.

Este exame é muito indicado para o diagnóstico, acompanhamento e o controle de patologias retinocoroidianas, como degeneração macular, retinopatia diabética, edema de macula, entre outras.

Biometria ultrassônica

Este exame busca medir o comprimento axial do globo ocular, sendo perfeito para calcular a lente intraocular que será implantada durante o processo de cirurgia de catarata.

Além disto, este exame também é muito indicado para diagnosticar e para controlar tumores e também o glaucoma congênito.

Campo visual computadorizado

Um exame que é realizado com o intuito de detectar e de controlar as patologias que afetam o campo visual do paciente, como o glaucoma, como tumores e maculopatias, entre outras coisas.


Se você está em São Paulo, passe com um oftalmologista agora

clinica-de-olhos-itaim


Ceratometria computadorizada da córnea

O exame é feito para fornecer medidas das curvaturas da superfície corneana, sendo muito importante para quem precisa adaptar as lentes de contato e para calcular a lente intraocular da cirurgia de catarata.

Microscopia especular de córnea

Este exame é feito com fotografias das células endoteliais, procurando determinar deste modo a densidade celular e também dando informações sobre a morfologia e sobre a vitalidade endotelial.

Indicado para as pessoas que vão fazer cirurgias oculares como a de catarata, a refrativa e o transplante de córnea.

Retinografia colorida

O exame documenta de modo fotográfico o fundo do olho sem a necessidade de se utilizar corantes intravenosos ou outros tipos de artifícios.

O necessário para fazer este exame é a dilatação prévia dos olhos. É um exame que está ligado a doenças como glaucoma e diabetes.

Paquimetria óptica

Este exame é feito pela medida da espessura corneana, sendo fundamental para o planejamento das cirurgias refrativas.

Além disso, a paquimetria óptica também é muito indicada para as pessoas que precisam realizar o diagnóstico de lesões corneanas, como a distrofia, o edema de córnea, entre outras lesões.

Tonometria

Há dois tipos de tonometria: a de aplanação (conhecida como tonometro de Goldmann) e a pneumática, sendo que ambas servem para aplanar uma área da superfície corneana central, que é a medição da pressão interna do olho.

Este exame é muito importante para realizar o diagnóstico e o acompanhamento da hipertensão ocular e também do glaucoma.

Ultrassonografia (ultrassom) ocular

Este exame utiliza o chamado modo B-Scan, sendo perfeito para fornecer informações importantes por meio de ecos bidimensionais sobre a anatomia do globo ocular do paciente.

Além disto, ele também é muito útil para fornecer informações sobre as estruturas retrobulbares e orbitárias, independente dos seus graus de transparência.

A intenção da ultrassonografia é diagnosticar o deslocamento de retina, lesões, hemorragias, luxação de cristalino, entre outras.

Topografia computadorizada de córnea

Este exame utiliza o princípio dos discos de Plácido, procurando fornecer uma espécie de mapa topográfico da córnea. Sendo indicado para casos de adaptação de lentes de contato, para o diagnóstico.

Também é indicado para o controle do ceratocone, para o planejamento de cirurgias do tipo refrativas e para a avaliação de astigmatismos irregulares, miopia, entre outras situações.

Tomografia computadorizada de córnea

O exame de tomografia da córnea é indicado para situações que necessitem de um estudo e uma análise mais aprofundada da topografia que deve ser realizada antes.

Sendo importante para topografias tanto anterior, quanto posterior da córnea, apontando mapas ceratométricos e paquimétricos mais precisos e mais detalhados.

Este exame é fundamental para a realização do diagnóstico do ceratocone posterior e é indicado para pessoas que vão fazer uma cirurgia refrativa ou de catarata.

A importância dos exames oftalmológicos

Pois agora que você já conhece todos os principais exames oftalmológicos, é importante lembrar que para que eles realmente sejam úteis e eficientes, eles devem ser feitos regularmente.

Estes exames devem ser feitos por diversos motivos, especialmente quando algum tipo de problema for diagnosticado em exames preliminares e quando o oftalmologista indicar a necessidade.

O exame oftalmológico de rotina é importante para a prevenção de doenças oculares, sendo que é por meio dele que muitas destas doenças podem inclusive ser curadas por conta do tratamento logo no início.

Exames preventivos são importantes para evitar que maiores problemas possam surgir nas vistas do paciente, e por este motivo, a visita ao oftalmologista deverá ser feita sempre que possível.

Depois do primeiro exame preliminar que é feito com a ajuda do oftalmoscópio, e que permite visualizar uma série de questões nos olhos do paciente, o oftalmologista pode solicitar mais exames complementares.

É nesta fase que os exames citados anteriormente podem ser solicitados, com o intuito de fazer diagnósticos mais aprofundados sobre a situação dos seus olhos.

Deste modo, você poderá conduzir tratamentos oculares de modo mais eficiente e com maiores chances de se conseguir prevenir doenças importantes, por exemplo.

Nos dias de hoje, fazer o acompanhamento regular das condições das vistas é algo muito recomendado pelos oftalmologistas, e conhecer os principais exames oftalmológicos é essencial para as pessoas que desejam cuidar bem de suas vistas.

Existem muitos outros exames oftalmológicos que também são importantes. Por isso, o recomendado é que você marque uma consulta com um oftalmologista para saber mais sobre estes exames.

O que você achou desses exames oftalmológicos? Tem mais algum outro que você já fez?

Deixe suas impressões nos campos de comentários abaixo.

Bons exames para você!

O Curioso dos Olhos
Seu olho como você nunca viu

About admin

3 Comments

  1. Pingback: Cirurgia de catarata

  2. Danilo

    2 de setembro de 2016 at 15:41

    Matéria excelente!

  3. Pingback: Lentes Progressivas - Portal Vida e Saúde

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *