Principais sintomas da conjuntivite

Principais sintomas da conjuntivite

By on 30 de Abril de 2016

Você sabe quais são os sintomas da conjuntivite?

Não? Fique tranquilo, porque neste artigo você vai conhecer todos os sintomas dessa doença e depois descobrir se você está com conjuntivite.

Como são muitos sintomas da conjuntivite, resolvi preparar este artigo especial focado nesse assunto.

Mas, primeiro…

O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma inflamação que afeta a conjuntiva ocular, uma membrana transparente que reveste nossos olhos, mais precisamente o globo ocular (parte branca dos olhos) e a parte interior das pálpebras, causando vermelhidão e coceira.

O contágio pode ser causado por vírus, bactérias e reações alérgicas a poluentes ou substâncias que podem causar irritações, como cloro usado em piscinas, por exemplo.

Sua forma de contágio mais comum é causada por reação alérgica geralmente atribuída ao pólen das flores que se espalha pelo ar, chamada de conjuntivite primaveril.

Você ainda está com dúvidas? Então conheça mais sobre essa doença dos olhos com o artigo o que é conjuntivite?

sintomas-da-conjuntivite

Sintomas da conjuntivite

O primeiro sintoma aparente da conjuntivite, e também o mais comum, é a ardência e vermelhidão dos olhos. Porém, esse tipo de inflamação também possui outros tipos de sintomas que variam de acordo com o seu agente causador.

A conjuntivite viral, por exemplo, é acompanhada por uma secreção esbranquiçada e aquosa, e geralmente pode ser acompanhada de um resfriado comum. A inflamação pode atingir somente um dos olhos, mas também pode infectar o outro depois.

Esse tipo de conjuntivite é extremamente contagioso e apresenta riscos para pessoas de convívio próximo da pessoa infectada, como por exemplo, colegas de trabalho ou escola que convivem muito juntos.

O contágio pode acontecer por contato com a secreção liberada pelo olho e o simples fato de encostar em algum objeto depois de coçar os olhos é suficiente para passar o vírus para a próxima pessoa que tocar naquele objeto.

Ainda há a possibilidade de você contrair a conjuntivite em sua forma viral a partir do vírus do herpes, porém esta é uma possibilidade mais rara. Apesar disto, há a possibilidade de se fazer um exame laboratorial, pois este tipo de inflamação é mais grave e requer cuidados especiais.

Na conjuntivite em sua forma bacteriana, a secreção que geralmente a acompanha é espessa, purulenta e de tom amarelado. Neste caso ela pode ser acompanhada de alguma outra infecção, de ouvido, por exemplo.

A forma bacteriana, menos comum que a viral, pode ser causada pelas bactérias Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae, Moraxella catarrhalis ou Pseudomonas aeruginosa.

Já na conjuntivite alérgica além dos sintomas comuns também há a ocorrência de coriza nasal e espirros, isto porque a inflamação acontece quando os olhos entram em contato com alguma substância ou agente alérgico a pessoa, causando assim a irritação.

Nesta forma a conjuntivite não é transmissível, assim a pessoa não precisa se isolar ou ausentar da escola ou trabalho.

Além desses sintomas da conjuntivite citados acima, existem outros que são comuns a todos os tipos de conjuntivite. Acompanhe abaixo:

  • Inchaço das pálpebras;
  • Coceira e dor nos olhos;
  • Sensação de ter areia nos olhos;
  • Visão borrada;
  • Sensibilidade excessiva a luz (fotofobia);
  • De vez em quando as pálpebras ficam grudadas ao acordar.

Em todos os casos estes sintomas da conjuntivite costumam durar de uma a duas semanas.

Tratamento da conjuntivite

O tratamento é realizado de acordo com a causa determinante da inflamação. Não há um medicamento específico para se tratar a conjuntivite em sua forma viral, restringindo seu tratamento ao controle dos sintomas da conjuntivite. Já no caso da conjuntivite bacteriana o tratamento é feito com a prescrição de colírios antibióticos.

Para saber qual o melhor tratamento para o seu caso, consulte um oftalmologista.

Quer saber mais sobre o tratamento dessa doença dos olhos? Então confira o artigo conjuntivite tem cura?.

Dicas de prevenção

A primeira e mais importante recomendação para a prevenção da conjuntivite é lavar bem, e com frequência, as mãos. Esta recomendação vale para evitar o contágio de várias doenças e deve ser um hábito para você que deseja ter uma vida saudável.

Em todos os casos de conjuntivite, os olhos devem ser mantidos sempre limpos e secos. Lavar os olhos sempre e fazer compressas com água gelada, que tenha sido previamente filtrada e fervida, ou com soro fisiológico são medidas higiênicas que combatem a evolução da doença e dificulta a sua transmissão para outras pessoas ao seu redor.

Apesar da conjuntivite ser um tipo de inflamação comum, não deve ser ignorada em hipótese alguma.

Por isso é importante lembrar que em todos os casos de conjuntivite você deve consultar um oftalmologista para que ele possa passar o tratamento correto para você e evitar complicações que vão piorar o seu quadro.

E você, o que achou do artigo?

Preencha os campos abaixo e deixe seus comentários.

Até a próxima!

O Curioso dos Olhos
Seu olho como você nunca viu

About admin

2 Comments

  1. Pingback: Principais colírios para conjuntivite

  2. Pingback: O que é conjuntivite bacteriana?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *